domingo, 1 de dezembro de 2013

Strudel de Alheira, Espinafres e Nozes


Até os meus 18 anos, achei que nunca iria saber fazer nada na cozinha. Nunca tive necessidade e quando a tinha a coisa nunca correu muito bem. Não achava piada nenhuma, só me chegava a cozinha quando obrigada e depois de ouvir umas mil vezes "Não sei como vai ser para o ano na Universidade, vais comer rissóis todos os dias?". E lá ia eu toda aborrecida, mexer o estrugido do arroz vezes sem conta até ouvir o "sai para lá". Com os doces era um pouco diferente, já achava mais piada acompanhar o meu pai nos Natal e na Páscoa, naquela azáfama toda, mas depressa me passava o entusiasmo também. Até que fui para a Universidade. No início era rissóis dia sim dia não alternando com uns panados ou comida feita pela mãe. Fartei-me e decidi que ia começar a fazer pela vida. E nasceu aqui uma das coisas que mais gosto hoje em dia. Descobri que a cozinha de casa é o local mais interessante que tenho e (ao contrário da do Porto) é só abrir o armário ou a gaveta e tenho (quase) tudo o que preciso para acrescentar na comida.Comecei a descobrir que uma receita é apenas um guia que pode (e deve) se alterado com muitos abrir de gavetas. 
Hoje, passava o dia a cozinhar. Quando posso corro para lá, seja doce ao salgado e nem mesmo a minha recente escolha de excluir a carne do meu cardápio me impede de a confeccionar para os outros. Hoje já ouço "Vais fazer de novo o jantar? Mas estás cansada!"..."Deixa-a, ela gosta!". 

No outro dia li esta frase do Mia Couto 

"Cozinhar é o mais privado e arriscado ato. 
No alimento se coloca ternura ou ódio. 
Na panela se verte tempero ou veneno. 
Cozinhar não é serviço. 
Cozinhar é um modo de amar os outros." 

E nada me fez mais sentido....


Hoje inicia-se Dezembro! O mês preferido do meu ano. Já cheira a Natal e mais logo é dia de montar o pinheirinho. Mas dia 1 agora tem sempre um outro significado, agora cheira a desafio cozinhado em mais uma edição do "Dia um....Na cozinha!". Este mês o desafio era um Strudel salgado. Foi difícil mas aqui está! Quem o provou diz que valeu o esforço...






Strudel de Alheira, Espinafres e Nozes


Ingredientes:



  • 2 alheiras
  • 50g de Bacon
  • 1 cebola


  • 7 dentes de alho
  • Molho de tomate (utilizei caseiro)
  • Pimenta q.b.
  • Azeite
  • 6 ou 7 Nozes picadas
  • 1 molho de espinafres
  • Noz Moscada q.b.
  • 2 queijos frescos
  • 100g de queijo ralado (usei mistura de 4 queijos)
  • Oregãos q.b.
  • Sal q.b.
  • 1 colher de sopa de Farinha
  • Massa folhada de compra (usei rectangular do Lidl)
  • Manteiga para untar
  • 1 gema
  • Sementes de linhaça
Pasta de Alheira:
Picar a Cebola e 3 dentes de alho e refogar em azeite com alguma pimenta. Acrescentar o bacon em quadrados pequenos e deixar alourar mais um pouco. Abrir as alheiras e retirar o recheio, desfazer um pouco com um garfo e acrescentar ao refogado. Acrescentar as nozes e o molho de tomate e mexer com um garfo até formar uma pasta homogénea e reservar.

Pasta de Espinafres:
Cozer os espinafres em água e sal por cerca de 4 minutos. Retirar e corta-los em pedaços pequenos. Num tacho picar 4 alhos e refoga-los com azeite. Acrescentar os espinafres e temperar com pimenta, noz moscada e oregãos. Acrescentar os dois queijos frescos esmagados e mexer bem. Juntar a farinha e o queijo ralado. Mexer até ficar homogéneo e reservar. 

Montagem: (eis que começam os problemas!)
Na banca dispor a massa folhada e estender mais um pouco para que fique fina. Colocar por cima a pasta de alheira e por cima desta a de espinafres. Enrolar e colocar num tabuleiro untado com manteiga e farinha. Pincelar com a gema de ovo e polvilhar com sementes de linhaça. Levar ao forno pré aquecido a 180ºC durante 20 minutos. Retirar e servir morno, para que os sabores se notem mais. 

Este processo seria mais fácil se as pastas estivessem mais frias, mas a quatro mãos resolve-se tudo! Para a próxima farei mini strudel, creio que serão mais fáceis de trabalhar.




















11 comentários:

  1. Lidia, adorei o te post, o texto está excelente, mas gostei ainda mais do aspecto do teu strudel que está magnifico. Uma escolha de ingredientes certeira (também escolhi a alheira) e que resultou lindamente. As nozes vieram com certeza enriquecer ainda mais este saboroso prato. Adorei. ;)
    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  2. O recheio está lindo e cremoso, que coisa boa, um strudel lindo e saboroso.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Paulo! Cá por casa também gostaram!

      Beijinho

      Eliminar
  3. Esse toque das nozes...deve ter feito diferença! Ficou com óptimo aspecto e óptima cor!
    A vida dá muitas voltas...eu também não achava grande piada à cozinha...agora o cenário é completamente diferente e cozinhar é uma das coisas que mais gosto!
    Beijinho

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Olá Lidia vim ver seu strudel pois quero ver as participações de todos, e gostei muito do seu. Aproveito para conhecer seu blog. A começar pelo strudel ficou mesmo maravilhoso, com um recheio muito saboroso, e uma combinação perfeita. Gostei muito do seu strudel, com certeza ainda virão muitas delicias como essa. Voltarei mais vezes. Beijinhos, ótimo finalzinho de domingo e excelente semana.

    ResponderEliminar
  5. Estou a babar enquanto olho para as fotos Lidia, adorei!

    beijinhoe tem um bom resto de domingo!

    ResponderEliminar
  6. Ficou muito bonita e esses ingredientes devem combinar deliciosamente!
    Bjs, Susana
    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/11/1-aniversario.html
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/12/strudle-de-bacalhau-e-couve-com-chourico.html

    ResponderEliminar
  7. Lídia,

    Adorei ler-te e ADOREI o teu strudel...
    Lindo, com sabores esplêndidos e de cores sedutoras !
    Parabéns, é um grande prazer ter-te connosco neste projecto !
    Até à próxima edição ! ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar